Nota de Imprensa

Lisboa, 9 de maio de 2017

A AES – Associação de Empresas de Segurança lamenta, publicamente, a greve convocada para os dias 13 a 17 de maio pelo SITAVA, um dos sindicatos que representa os Vigilantes Aeroportuários.

O pré-aviso de greve foi comunicado pelo SITAVA à AES um dia depois de as partes terem sido convocadas pela Direção Geral do Emprego e das Relações de Trabalho DGERT (DGERT) para uma reunião visando, designadamente, “…dar continuidade ao processo de conciliação [e] fazer um ponto da situação do mesmo …”.

Num contexto dificílimo para a atividade das empresas, a AES tem-se empenhado, sempre e de forma séria, na negociação com o SITAVA, procurando alcançar um contrato coletivo, que concilie as reivindicações dos trabalhadores com as necessidades do setor, nomeadamente, em termos da melhoria da formação dos vigilantes, da atualização das condições salariais, da organização dos tempos de trabalho e, acima de tudo, da preservação dos postos de trabalho.

Para um esclarecimento público cabal cumpre divulgar o seguinte:

A última reunião entre a AES e o SITAVA teve lugar no dia 20 de março.

No dia 26 de abril, as partes foram convocadas pela DGERT para reunirem, novamente, no dia 8 de maio, nos termos já supra referidos.

Tendo o SITAVA optado por convocar, no dia, 27 de abril, uma greve para os dias 13 a 17 de maio, em lugar de prosseguir com a negociação tendente a alcançar um acordo quanto às condições laborais dos vigilantes aeroportuários.

Este comportamento do Sindicato apenas contribui para obstaculizar o processo negocial, abalando a confiança que é necessária para que se possa chegar a um acordo que se quer justo, exequível e passível de promover a valorização profissional do pessoal de segurança privado, mantendo a sustentabilidade dos respetivos postos de trabalho.

A AES lamenta todos os transtornos que a greve venha a causar e reitera a sua disponibilidade para o diálogo, num quadro de boa-fé negocial.

Sobre a AES

A AES – Associação de Empresas de Segurança é uma associação de empregadores, fundada em 1990, em cujo objeto estatutário se inscreve, designadamente, a promoção entre os associados e no seu setor de atividade, princípios de deontologia e ética profissionais, de respeito pela legislação aplicável e de respeito pela prática de concorrência leal e a realização de estudos ou outro tipo de atos que contribuam para o desenvolvimento do seu setor de atividade económica.

Veja o respetivo site: http://aes-empresasdeseguranca.com/

Comments are closed.