– A ESTA (European Security Transport Association) reforça indicações da OMS: não há evidências de que notas e moedas transmitam o novo coronavírus. – Banco Central Europeu e bancos nacionais divulgam mesma mensagem. – Eurosistema testa dinheiro com regularidade para despiste de bactérias e vírus.

Lisboa, 25 de março de 2020

De forma a esclarecer algumas dúvidas que ainda persistem quanto à possibilidade de as notas e as moedas serem um potencial transmissor do coronavírus, a ESTA (European Security Transport Association) emitiu um comunicado*1, no qual se sintetizam as posições da Organização Mundial da Saúde (OMS) e de outras entidades europeias, dando conta da inexistência de riscos acrescidos nesta matéria.

Para a AES – Associação das Empresas de Segurança este é um esclarecimento importante, numa altura em que é necessário reduzir os impactos negativos desta pandemia de COVID-19.

Além da posição da OMS, a desmentir que as notas e moedas sejam um veículo privilegiado de transmissão do vírus – “com uma higiene correta das mãos, o risco de se infetar com o novo coronavírus por contacto com objetos, como moedas, notas e cartões de multibanco, é muito baixo*2” -, também o Banco Central Europeu e outras instituições bancárias europeias vieram a público com tomadas de posição esclarecedoras, no sentido de afirmar não há evidências de que o coronavírus se transmita através do contacto com notas*3.

Esta posição é igualmente partilhada por diversos bancos centrais, como são os casos da Alemanha*4, Inglaterra*5, França*6, Luxemburgo*7 ou Dinamarca*8.

Em relação a Portugal, ao contrário dos congéneres europeus, o Banco de Portugal*9 recomenda a utilização da tecnologia contactless (sem contacto), ignorando as garantias do Banco Central Europeu e do Eurosistema*10 que faz uma monitorização regular ao impacto da produção e circulação de notas de Euro na saúde pública, inclusive rastreios à presença de vírus e bactérias, não existindo até ao momento razões para preocupação.

Por tudo isto, a AES considera muito relevante a divulgação destas mensagens da OMS e das instituições bancárias europeias, apelando a que todos cumpram com as indicações de higiene e prevenção necessárias ao combate a esta pandemia.

*1 https://www.esta-cash.eu/publications/no-risk-of-contamination-with-covid-19-on-banknotes/

*2 https://observador.pt/2020/03/17/afinal-o-dinheiro-nao-e-um-veiculo-de-transmissao-da-covid-19-oms-fala-em-erro-de-interpretacao/

*3 https://www.tagesspiegel.de/wirtschaft/coronavirus-durch-bargeld-uebertragbar-china-zieht-wegen-covid-19-geldscheine-ein/25588432.html

*4 https://www.bundesbank.de/en/tasks/topics/cash-poses-no-particular-risk-of-infection-for-public-828762

*5 https://www.theguardian.com/world/2020/mar/14/coronavirus-safer-shopping-travel-trains-buses

*6 https://apnews.com/3906e0ff919fd72d59f00313d104d190

*7 http://www.bcl.lu/en/Media-and-News/Press-releases/2020/03/coronavirus/Possible-impact-of-euro-banknotes-on-the-spread-of-the-coronavirus.pdf

*8 https://ekstrabladet.dk/nyheder/samfund/nationalbanken-svarer-er-kontanter-farlige/8045487

*9 https://www.bportugal.pt/node/1054346

*10 https://today.rtl.lu/news/luxembourg/a/1485410.html

Comments are closed.